Acessibilidade > Ativar Alto Contraste W3C
Ondas coloridas da Marca Brasil de Tuhu

Novidade boa a gente conta logo!

Entramos na oitava edição do projeto Brasil de Tuhu repletos de boas notícias.

E, com tantas novidades a caminho, resolvemos escrever um editorial inteirinho contando o que vai acontecer ao longo de 2016.

Em primeiro lugar, voltamos a circular pelo Brasil! Mais cinco estados receberão, este ano, os concertos didáticos – apresentações musicais com repertório baseado no Guia Prático criado pelo maestro Heitor Villa-Lobos nos anos 30 do século passado.

Comandados pelo Quarteto Radamés Gnattali, os concertos acontecem em escolas públicas de ensino fundamental e se destacam pela interação constante com a plateia: os jovens alunos participam das apresentações, acompanhando com canto, dança ou marcação de ritmo, com instrumentos de percussão.

Este ano, 30 escolas de Bahia, Pernambuco, São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Rio de Janeiro receberão os concertos entre maio e novembro. Elas se somam às cerca de 140 escolas dos estados do Piauí, Acre, Mato Grosso, Ceará, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Rio de Janeiro que já receberam as apresentações entre 2009 e 2015.

Ao lado dos concertos também serão realizadas as vivências musicais oferecidas pelo projeto – ciclos gratuitos de formação e capacitação de professores e interessados, onde são apresentados conteúdos, metodologias e técnicas que podem ser aplicadas de maneira simples em sala de aula. As inscrições poderão ser feitas aqui mesmo, em nosso site.
Paralelamente aos concertos e às vivências, será feito um mapeamento de iniciativas de educação musical em todo o País. A ideia é disponibilizar uma plataforma online para troca de experiências e valorização de boas práticas de ensino de música que acontecem pelo Brasil afora.

E, depois do sucesso do aplicativo Brasil de Tuhu na plataforma iOS, resolvemos entrar com tudo no mundo das novas tecnologias. Desde março o aplicativo de iniciação musical está disponível também para download gratuito na plataforma Android e já estamos produzindo novos jogos que serão lançados no segundo semestre.
Também produziremos um novo site para organizar e disponibilizar de maneira mais moderna e dinâmica todo o conteúdo já produzido nestes oito anos de existência do projeto, entre imagens, textos, podcasts e videoaulas – além de receber novas produções. Lembrando que manteremos a acessibilidade do nosso site, permitindo a pessoas com deficiência terem acesso ao conteúdo disponibilizado.
Para fechar as atividades com chave de ouro, em outubro haverá o concerto de lançamento do CD com 20 músicas, baseado do Guia Prático do maestro Villa Lobos, gravado pelo Quarteto Radamés Gnattali, comparticipações pra lá de especiais.

E, como não poderia deixar de ser, a edição da Revista Tuhu – é inspirada no engajamento do maestro Villa-Lobos em defesa do ensino de música nas escolas – está imperdível.

Nosso entrevistado é ninguém menos do que um dos maiores violonistas brasileiros e ex-diretor do Museu Villa-Lobos, Turíbio Santos. Ele fala de sua relação com o maestro, defende a volta da música nos currículos escolares e diz porque o Guia Prático continua sendo a grande referência de educação musical no Brasil.

Em artigo, o professor do Instituto Federal do Paraná, Wilson Lemos Júnior, conta um pouco da história do ensino da música no País (implementado pela primeira vez, pasmem!, em 1854) e como era feita a formação de professores – uma das grandes questões da atualidade quando o assunto é educação musical de volta aos currículos.

Em nossa reportagem, quisemos saber como funcionou o ensino de música no País entre os anos 30 e os anos 70 do século passado: erros e acertos, as lembranças de quem teve ou ministrou aulas, curiosidades e narrativas desta rica experiência. E, como não poderia deixar de ser, buscamos a resposta para a pergunta que não quer calar: a quantas anda o ensino de música na atualidade?

Boa leitura!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentários

2 comentários
Avatar do comentador Alberto Mejia

julho de 2016 às 19:40

Acabo de conhecer este projeto e pretendo saber mais dele. Como somos desconectados uns dos outros todos nós que trabalhamos com educação musical. Parece que paira uma certa ambição como músico desconectada de um desejo de ensinar o que se sabe. Sou educador do Projeto Guri no estado de São Paulo. Este projeto acaba de completar 21 anos e oferece gratiluitamente aulas de vários instrumentos a nada menis que 30.000 alunos. Que bom seria que além dos educadores, os projetos também se conhecessem. Espero começar este contato com vocês. Uma pergunta: como adquiro a revista Tuhu. Um abraço.

Responder
Avatar do comentador brasildetuhu

setembro de 2016 às 16:43

Olá Alberto,

obrigada pelo contato. Estamos sempre abertos ao diálogo e parcerias para unirmos forças para ampliar a educação musical no país.
Nossa revista está disponível apenas no formato digital em nosso site: http://brasildetuhu.com.br/area/revista/

Grande abraço,

Responder